Catamarã Turismo

Mogi das Cruzes – Mogilar – Itaipu

+55 (11) 4699-1034

mogilar@catamaratur.com.br

Blog

Green mountainous landscape of Iceland as viewed from above
26 set

Islândia, a Terra do Gelo e Fogo

A Islândia é o destino perfeito para quem procura um contraste de sensações. Geleiras, vulcões, florestas e gêiseres são apenas alguns dos atrativos desse país peculiar que é conhecido como “Terra do Fogo e Gelo”.
Ocupando uma área relativamente pequena, de 103.000 km², é a segunda maior ilha europeia, mas com uma população de apenas 334 mil pessoas espalhadas ao redor do litoral. Está localizada próxima do Círculo Polar Ártico e entre duas placas tectônicas, que criam uma falha no centro que corta a Islândia de norte a sul.
O país possui 32 vulcões ativos, 250 áreas geotermais, 780 fontes quentes e a terceira maior geleira do mundo, Vatnajökull (depois da Antártica e da Groenlândia). É uma vasta biblioteca de informações para cientistas e um grande parque de diversões para turistas.
O maior diferencial da Islândia é a riqueza e variedade de paisagens com belezas deslumbrantes que apresenta: de neve à deserto, há uma infinidade de espaços a serem explorados e de momentos a serem vividos. Não bastasse isso, o céu é palco de dois dos mais impressionantes fenômenos astrológicos visíveis. O sol da meia-noite e aurora boreal.
A Islândia possui uma diversidade absurda de atrações para um país que nem é tão grande assim. Há vulcões e gelo para todo lado, o que criou a combinação perfeita para que as fontes termais fossem exploradas como um dos recursos naturais mais valiosos para o país. Ou seja: motivos para visitar esse lugar incrível não faltam.
É difícil não se deixar emocionar pela impressionante diversidade da paisagem islandesa. A seguir, listamos os principais atrativos desse país maravilhoso e alguns hotéis perfeitos para você se hospedar na sua viagem.

Reykjavík

A capital islandesa é um show à parte. Reykjavík tem um ar cativante de cidade pequena, mas com todos os benefícios de uma grande metrópole internacional. É o principal ponto de entrada para turistas e uma das cidades com melhores índices de desenvolvimento humano.
A culinária é diversificada e para todos os gostos. Há inúmeros festivais de música na cidade ao longo do ano e atrativos para todo lado, inclusive para cima, sendo possível presenciar as famosas auroras boreais em noites de inverno.

REYKJAVIK

Sol da meia-noite

Por estar às margens do Círculo Polar Ártico, a Islândia, assim como qualquer lugar de altas latitudes, tem dias longuíssimos no verão e noites intermináveis no inverno.
Na ilha, em junho, o sol se põe após a meia-noite e nasce logo depois, às 3h da manhã. Por isso, é normal as pessoas ficarem de óculos escuro o tempo todo. Já no inverno, as noites chegam a durar mais de 20 horas e é nesse período em que é possível ver as espetaculares auroras boreais.
Por isso, ao planejar sua viagem, considere quantas horas de luz solar há na época, para se prevenir dos efeitos físicos e emocionais que a abundância ou a falta do sol causam em todo ser humano.

SOL_DA_MEIA_NOITE

Aurora boreal

Com certeza este é o principal motivo para conhecer a Islândia no inverno. A aurora boreal acontece quase diariamente entre setembro e abril, tendo seu auge nos meses de janeiro e fevereiro.
É um fenômeno espetacular e único, conhecido também como Luz do Norte. É causada por explosões solares que entram em contato com o campo magnético terrestre e formam um show de cores.
A aurora boreal só é visível nos polos do planeta e, claro, precisa de noites de céu limpo e sem luzes por perto para ser vista. É um espetáculo de extrema beleza que, por si só, já vale a viagem até a Islândia.

AURORA_BOREAL

Gêiseres

São fontes intermitentes de água quente, de origem vulcânica, cuja erupção provoca o lançamento de água para o ar. É um fenômeno natural muito frequente na Islândia.
Um dos mais famosos é o Strokkur. Com intensa atividade, em intervalos menores que 5 minutos, ele explode em erupções que chegam a 20 metros de altura.

GEYSER

Cascatas

Uma das coisas mais incríveis sobre a Islândia é a quantidade de cascatas espetaculares que ela possui em seu território. Por ser um país com tanto gelo, tem centenas de cascatas da mais pura água de degelo e de vários tamanhos. A água está presente em diferentes formas no país: cascatas, rios, fontes geotermais, gêiseres e lagos.
Isso sem contar que a água na Islândia é uma das mais limpas do mundo, ou seja, toda água corrente que você ver no meio do caminho é apropriada para o consumo.
As principais cascatas são: Gullfoss, Dettifoss, Glymur, Seljalandsfoss, Hraunfossar, Skógafoss, Svartifoss e Goðafoss.

CASCATAS (1)

Gelo

Independente da época, inverno ou verão, sempre terá muito gelo na Islândia, já que 15% do país é coberto por geleiras de todos os tamanhos e profundidades, e sempre diferentes, pois a cada ano se renovam.
A maior geleira é Vatnajökull, no sudeste, que cobre quase 13% do país e é a terceira maior do mundo. Outras grandes geleiras são Mýrdalsjökull no sudoeste, e Langjökull e Hofsjökull nas highlands (centro do país).
No inverno, praticamente todo o território fica coberto com alguns metros de neve. Nesse período, é possível visitar as famosas cavernas de gelo, por baixo da geleira do Vatnajökull. Elas começam a se formar no verão, com o aumento do volume das águas de degelo, mas só ficam aptas para visitação no inverno, por questões de segurança, quando a estrutura toda se solidifica novamente.

GELO

Blue Lagoon (Lagoa Azul)

É um spa com piscina ao ar livre com águas aquecidas pela central geotérmica, sendo uma das atrações mais visitadas pelos turistas. Com temperaturas médias de 38ºC, a água da lagoa é rica em compostos minerais que possuem efeitos terapêuticos.
Toda a zona da Blue Lagoon está rodeada de terras repletas de lava negra. Uma paisagem belíssima e obrigatória em qualquer roteiro de viagem à Islândia.

LAGOA_AZUL

Vulcões

A Islândia é o segundo lugar com maior atividade vulcânica do mundo, ficando atrás apenas do Havaí. Isso acontece porque o país fica em uma das regiões de maior atividade geotermal do planeta, sobre a junção de duas placas tectônicas, onde uma falha faz com que o material quente sob a crosta terrestre saia em abundância. É como se a ilha estivesse em cima de um vazamento de magma.
O país possui cerca de 32 vulcões ativos, entre eles Öraefajökull, Eyjafjallajökull e Grimsvöt. Para quem tem interesse em turismo de aventura, ver de perto essas forças da natureza é uma experiência inesquecível.

VULCÃO

Praias vulcânicas de areia preta

Diferente do conceito de praia que estamos acostumados aqui no Brasil, as praias da Islândia, da região de Vik, são formadas por areia preta de origem vulcânica e exibem formações rochosas variadas.

AREIA_PRETA

Vilarejos

Durante toda a viagem, você verá pequenos vilarejos com trezentos, duzentos e até cem habitantes. Além de serem uma gracinha, essas cidades são uma oportunidade para ter contato com a população rural da Islândia e para entender o seu modo de vida.

VILAREJO2

Culinária

Entre as opções do que fazer na Islândia está também a oportunidade de conhecer e saborear a culinária islandesa. Peixes, carneiro, baleia, puffin (papagaio do mar), tubarão, rena e, principalmente, o famoso e tradicional cachorro quente são alguns dos pratos deliciosos que você poderá apreciar ao visitar o país.

CULINÁRIA

Onde ficar

Na Islândia, podemos encontrar hotéis e pensões para todos os gostos e bolsos, dos mais luxuosos, com todos os tipos de detalhes e nas zonas mais centrais do país, aos mais modestos e afastados.

ION Luxury Adventure Hotel

A aura de aventura que cerca a Islândia é um dos ingredientes que ajudam a formar um dos países mais singulares do mundo. O ION Luxury Adventure Hotel, localizado bem no meio do Parque Nacional Thingvellir, a cerca de uma hora da capital Reykjavík, se inspira nesse conhecido aspecto do país para oferecer uma grande variedade de experiências.
Ao mesmo tempo em que garante o máximo de tranquilidade em meio às paisagens que fazem jus à fama de “Terra do Fogo e Gelo” da Islândia, o hotel expande os conceitos de exploração ao preparar terreno para atividades como caminhada por geleiras, pesca, kayaking e passeios a cavalos pelas montanhas.
A paisagem envolvente dos campos de lava manchados de musgo é cativante, cercada de atrações naturais específicas como as cachoeiras, a área de mergulho de Silfra e Kerid, e uma cratera vulcânica que agora é um lago atraente.

ION_HOTEL

 

The Retreat Hotel

Belezas naturais não proporcionam apenas lindas vistas. A partir desse conceito, o The Retreat Hotel, localizando a 30 minutos da capital Reykjavík, é porta de entrada para experiências que vão além do contato com paisagens naturais. Instalado em meio à Blue Lagoon, o hotel está cercado por águas geotérmicas e campos de lava cobertos por musgos.
The Retreat Hotel dispõe de 62 suítes decoradas individualmente, que exibem a interação perfeita entre design e natureza, como a Lagoon Suite: janelas do chão ao teto e acesso privativo à lagoa.
Verdadeira terapia para o corpo e mente, o Retreat Spa tem serviços que transmitem paz e proporcionam rejuvenescimento. Suíte de massagem subterrânea, tratamentos de acordo com cada tipo de pele, massagem em plena água, ou seja, inúmeros recursos para o bem-estar.
O hotel pretende ser um santuário de paz e tranquilidade, com tudo o que os hóspedes precisam: salas de vapor, tratamentos medicinais – tanto dentro como fora da água -, aulas de yoga e caminhadas para observação de auroras boreais.
A gastronomia do hotel fica por conta do Moss Restaurant, com menu inspirado nos sabores da culinária islandesa.

RETREAT_HOTEL

The Silica Hotel

Natureza pode ser sinônimo de revitalização para o corpo e alma. Na Islândia, não há lugar que mais comprove isso do que a Blue Lagoon. Neste cenário impressionante está o The Silica Hotel, cercado por paisagens de lava petrificada. Verdadeiro oásis de calma, relaxamento e cura, onde conforto e hospitalidade se integram a uma paisagem sobrenatural.
O hotel tem sua própria lagoa termal, além de um spa que utiliza águas com propriedades terapêuticas e proporciona massagens feitas nas águas da lagoa. O design premiado pode ser visto nas acomodações com varandas privadas e vistas para os campos de lava.
A gastronomia é igualmente especial. Construído em um penhasco de lava de 800 anos, na margem oeste da Lagoa Azul, o Lava Restaurant é um lugar onde o design encantador, inspirado nos cenários naturais ao redor, e a cozinha islandesa dinâmica criam experiências culinárias inesquecíveis.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Glanping

Rica em cultura e história, a Islândia tem traços charmosos e peculiares ainda pouco explorados, desde os telhados coloridos das casas, que dão charme à arquitetura da capital Reykjavík, aos vulcões, gêiseres e geleiras que enchem a natureza do país de beleza.
A grande diversidade natural da Islândia inspirou os Glampings: acampamentos realizados em Reykjavík e arredores, com o objetivo de proporcionar um contato genuíno com o que o país exibe de mais belo.
Durante a experiência, o hóspede dorme sob as estrelas em uma noite especial, com a possibilidade de ver o fenômeno da aurora boreal. Em cada Glamping, paisagens paradisíacas são privilegiadas por meio de acomodações com a parte superior, ou inteiramente, transparentes. Viver o Glamping é explorar não apenas a Islândia, mas o espírito aventureiro diante de um destino impressionante.

GLANPING

Depois de saber mais sobre a Islândia, o que acha de conhecer esse destino maravilhoso? Conte com a Catamarã Turismo para encontrar os melhores pacotes, preços e passeios. Fale conosco!
(11) 4699-1034
mogilar@catamaratur.com.br

Rua José Meloni, 351, loja 12, dentro do estacionamento da Itaipu, o Shopping da Construção, Mogilar – Mogi das Cruzes