Catamarã Turismo

Mogi das Cruzes – Mogilar – Itaipu

(11) 4699-1034 | (11) 99246-7030

mogilar@catamaratur.com.br

Blog

Um passeio pelos jardins brasileiros

postado em 12 de setembro de 2013

Para os apaixonados pela natureza, um ótimo passeio é visitar os belos Jardins Botânicos espalhados pelo Brasil, que são, muitas vezes, os principais pontos turísticos das cidades.
O Brasil é privilegiado quando se trata de natureza. O país reúne uma quantidade incontável de paisagens naturais que comprovam a riqueza e variedade de seus ecossistemas, considerados fundamentais para o equilíbrio do planeta.
Com o avanço urbano, muitos desses biomas acabam perdendo boa parte de sua configuração original, dando lugar a panoramas onde predominam o concreto e o cinza, típicos de uma grande metrópole.
Para evitar o desaparecimento total de cenários como a Amazônia, a Mata Atlântica e o Cerrado, surgiram os Jardins Botânicos no Brasil, que foram criados para preservar e estudar a flora e a fauna nativas que existiam antes da construção das cidades, além de espécies de plantas de todos os tipos de todo o mundo.
Hoje, muito mais que desempenhar um papel fundamental no estudo e preservação da flora e fauna, e servirem como “pulmão” de algumas cidades, esses parques também são locais com aspecto relaxante, para as pessoas fugirem um pouco da vida urbana e fazerem piqueniques, caminhadas e curtirem a natureza sem sair da cidade.
Os Jardins Botânicos ficam com suas portas abertas para que o público tenha acesso a toda essa diversidade e possa ter momentos de lazer nesse cenário exuberante, sem deixar de aprender um pouco mais sobre a natureza brasileira.
A Catamarã Turismo separou uma lista com os principais Jardins Botânicos do Brasil, que garantem paisagens naturais lindíssimas e experiências incríveis para os visitantes, e merecem uma visita com calma para conhecer cada detalhe.

Jardim Botânico de São Paulo

jardim-botanico-sao-paulo

Jardim Botânico de São Paulo – Imgem via Wikimedia Commons

O Jardim Botânico de São Paulo é um dos parques mais agradáveis da cidade e também um dos mais sossegados se compararmos com o Ibirapuera ou o Villa-Lobos. É considerado um dos principais pontos de turismo da maior cidade brasileira.
O parque faz parte do Instituto de Botânica de São Paulo e está, geograficamente, inserido no Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, conhecido como Parque do Estado.
Logo na entrada, a vista é impactante. A Alameda Fernando Costa, cercada por árvores imponentes, dá boas-vindas aos visitantes. Totalmente reformada, sua construção é uma passarela suspensa com 250 metros de extensão, feita de madeira de reflorestamento, onde se pode observar a mata natural, bem como as águas cristalinas do córrego Pirarungáua, que nos faz esquecer que estamos em São Paulo. Foi projetada para facilitar a acessibilidade de pessoas com mobilidade reduzida.
Sua área de 360 mil m² de mata atlântica abriga 380 espécies de árvores, utilizadas para fins de pesquisa e conservação. Dentre as coisas maravilhosas que você pode ver nesse jardim botânico estão as plantas nativas e exóticas que representam um pedaço da Mata Atlântica.
Além da vegetação, é possível observar alguns animais, como tucano de bico verde, bichos-preguiça, macacos, gambás, maritacas, tucanos, garças, ouriços, entre outros que vivem soltos nesse belo jardim.
Além do acervo botânico, destacam-se as duas estufas de ferro e vidro, o portão histórico de 1894 e o marco das nascentes do riacho Ipiranga.
Endereço: Avenida Miguel Stéfano, 3031, Água Funda – São Paulo (SP)
Telefone: (11) 5073-6300
Horário de Funcionamento: Terça a domingo, das 9h às 17h

Jardim Botânico do Rio de Janeiro

jardim-botanico-rio-de-janeiro

Jardim Botânico do Rio de Janeiro – Imagem via Wikimedia Commons

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro pode ser considerado uma reserva ecológica ou santuário ecológico, sendo um dos 10 mais importantes no mundo, abrigando espécies raras de plantas da flora brasileira e também de outros países.
Foi fundado por ordem do Príncipe Regente D. João VI, em 1808, com fins de aclimatizar plantas trazidas das Índias Orientais. Uma das primeiras a chegar foi a Palma Mater, uma das três mais antigas palmeiras Imperiais do jardim.
Calmo e sereno nos dias de semana, o Jardim Botânico floresce com famílias e música nos fins de semana, sendo uma ótima opção de lazer para crianças e adultos e um deleite para aqueles que querem contemplar a natureza.
Um passeio pelas alamedas do parque, onde animais silvestres fazem parte do cenário ao som da melodia do canto de curiós e sabiás que habitam o lugar, deixam o público fascinado com a exuberância da natureza.
Em uma área de 54 hectares, a instituição abriga cerca de 7500 plantas e flores que fazem parte de 2.750 espécies. Destas, 850 são consideradas exclusivas do Jardim Botânico carioca, embora possam estar presentes na própria natureza ou em coleções particulares.
As principais atrações são as palmeiras imperiais, coleções de orquídeas e bromélias, os lagos com vitórias-régias e outras plantas aquáticas, além das cascatas, chafarizes e espécies em extinção, como o pau-brasil, o aracá amarelo e o pau mulato.
Um dos principais pontos de destaque desse parque é que se trata de um lugar que promove o estudo de diversos tipos de vegetais de todas as regiões do Brasil. Nesse espaço, também são desenvolvidos projetos específicos que têm como objetivo subsidiar e conservar o manejo do meio ambiente.
Endereço: Rua Jardim Botânico, 1008, Jardim Botânico – Rio de Janeiro (RJ)
Telefone: (21) 3874-1808
Horário de Funcionamento: segunda-feira, das 12h às 17h; terça a domingo, das 8h às 17h

Jardim Botânico de Curitiba

Marca registrada de Curitiba, o Jardim Botânico foi inaugurado em 1991 e é um dos pontos mais visitados da cidade. Criado à imagem dos jardins franceses, estende seu tapete de flores aos visitantes logo na entrada.
O local mantém a vegetação muito bem preservada, com destaque para os lagos, as trilhas e os imensos jardins ao melhor estilo europeu, com plantas em formatos geométricos que se contrastam com os monumentos do parque.
A estufa, em estrutura metálica e vidro, foi inspirada no Palácio de Cristal de Londres e impressiona pela beleza e riqueza de detalhes. Essa estufa abriga espécies botânicas da Floresta Atlântica que são referência nacional, além de uma fonte d’água.
Além da estufa, uma das principais atrações fica por conta do Jardim das Sensações. O espaço visa estimular os sentidos por meio da experiência envolvendo plantas. Ao longo de um trajeto de 200 metros, os visitantes, com os olhos vendados, têm a possibilidade de tocar, cheirar e sentir a textura de mais de 70 espécies de plantas localizadas no interior do jardim. O passeio é gratuito e pode ser realizado de terça a domingo, das 9h às 17h.
O Jardim Botânico de Curitiba também conta ainda com um Salão de Exposições e Auditório para apresentação de trabalhos artísticos e científicos alusivos ao meio ambiente.
Endereço: Rua Engenheiro Ostoja Roguski, s/n, Jardim Botânico – Curitiba (PR)
Telefone: (41) 3264-6994
Horário de Funcionamento: Todos os dias, das 6h às 20h

Jardim Botânico de Porto Alegre

Jardim_botanico_portoalegre

Jardim Botânico de Porto Alegre – Imagem via Wikimedia Commons

Localizado em uma das avenidas mais movimentadas, o Jardim Botânico de Porto Alegre é um oásis verde de tranquilidade e um verdadeiro centro especializado em pesquisa, conservação da flora regional, principalmente as espécies ameaçadas de extinção, e também de educação ambiental.
Fundado em 1958, o parque possui 39 hectares, com cerca de 3 mil árvores de 653 espécies diferentes, mais uma coleção de plantas envasadas, com 3 mil exemplares, e um Banco de Sementes, para preservação de espécies raras ou ameaçadas. O espaço é cortado por trilhas de terra com vista para diferentes vegetações e para dois pequenos lagos, ambos habitados por tartarugas.
Um vasto inventário da flora gaúcha, que vai das folhas de erva-mate às flores brinco-de-princesa (símbolo do Estado), pode ser encontrado lá, com sinalizações detalhadas sobre as características das plantas.
Um dos maiores sucessos do parque é a Seção de Educação Ambiental, que recebe visitantes de terça a sexta-feira para informá-los sobre o parque e também para guiá-los em trilhas ecológicas de conservação de plantas nativas. Além disso, também são promovidos cursos, seminários, oficinas e debates.
Outras duas atrações do parque são o Museu de Ciências Naturais (de terça a domingo, das 10h às 17h) e o Serpentário (de terça a domingo, das 10h às 12h e das 14h às 16h), ambos com entrada gratuita.
Endereço: Rua Dr. Salvador França, 1427, Jardim Botânico – Porto Alegre (RS)
Telefone: (51) 3320-2027
Horário de Funcionamento: Terça a domingo, das 8h às 17h

Jardim Botânico de Brasília

Criado em 1985, o Jardim Botânico de Brasília é predominantemente composto por vegetação do Cerrado, em excelente estado de conservação, que pode ser apreciada nas Trilhas Interpretativas abertas à visitação pública. Por conta dessa característica, o parque é conhecido como o “Jardim do Cerrado”.
O parque possui cerca de 5.000 hectares, dos quais 526 são abertos à visitação, com plantas nativas e exóticas, além de uma trilha ecológica com 4.500 metros. Quem visita o espaço pode encontrar uma escola de educação ambiental e viveiros de orquídeas.
A área acessível à visitação é composta pelo Centro de Visitantes, Centro de Excelência do Cerrado, área de Piquenique, Orquidário, Cactário, Biblioteca, Permacultura, Anfiteatro, Trilhas Interpretativas e Jardins Temáticos.
Além do contato com o Cerrado, assim como os museus possuem coleções abertas à visitação pública, o Jardim Botânico de Brasília possui uma coleção de Jardins Temáticos. São eles: Jardim Evolutivo, Jardim de Cheiros, Jardim Japonês e Jardim de Contemplação.
Estes espaços proporcionam o contato com a diversidade das espécies existentes no planeta e ajudam a entender como as sociedades humanas se relacionam com suas plantas e constroem suas paisagens.
O grande objetivo desse parque é conservar o cerrado e se possível conscientizar a população da importância da flora e da fauna locais. Vale destacar que esse é o único jardim botânico de cerrado do país.
Endereço: SMDB Conjunto 12, Lago Sul – Brasília (DF)
Telefone: (61) 3366-3007
Horário de Funcionamento: Terça a domingo, das 9h às 17h.

Jardim Botânico do Recife

O Jardim Botânico do Recife foi criado a partir da reformulação do Parque Zoobotânico do Curado, em 1960. O parque é um espaço público municipal, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente, e está inserido numa unidade de conservação com 10,7 hectares de Mata Atlântica.
Existe uma grande variedade de flora e fauna no espaço. Algumas espécies de animais que podem ser encontradas são: guriatãs, sabiás da mata, preguiças, beija-flores pretos e gaviões-carijó.
O parque dispõe de sete jardins temáticos: Cactos, Bromélias, Orquídeas, Palmeiras, Plantas Medicinais, Sensorial e Tropical. Há também trilhas monitoradas e exposições.
Além de área pública de lazer e contemplação, o espaço abriga um corpo técnico que realiza pesquisas voltadas à botânica, restauração florestal e conservação da biodiversidade da Mata Atlântica.
É possível fazer inúmeras atividades relacionadas à educação ambiental, como realizar caminhadas ecológicas, visitar viveiros de plantas medicinais e florestais, orquidários e meliponário (local em que são criadas abelhas para a coleta do mel), e ver uma exposição permanente sobre a Mata Atlântica.
Endereço: BR¬ 232, km 7,5, Curado – Recife (PE)
Telefone: (81) 3232-2529
Horário de Funcionamento: Terça a domingo, das 9h às 15h30

Jardim Botânico de Salvador

O Jardim Botânico de Salvador foi criado em 2002 e trata-se de uma entidade vinculada à Prefeitura da cidade. Fruto da transformação do Horto da Mata dos Oitis, o parque está localizado numa área aproximadamente de 18 hectares e que abriga mais de 60 mil plantas provenientes de vários biótipos.
Nesse parque é possível encontrar plantas da Amazônia, Mata Atlântica, Restinga, Caatinga, Manguezal e Cerrado. Nesse espaço também são realizadas diversas pesquisas, como o levantamento das espécies vegetais que estão ligadas à cultura afro-brasileira, com a criação de um espaço Etnobotânico. Tal fato confere ao parque uma singularidade entre os Jardins Botânicos brasileiros.
Os principais objetivos do Jardim Botânico de Salvador são promover a pesquisa, conservar e preservar as plantas, em particular as nativas da região, e sua utilização sustentável, bem como estabelecer ações de educação ambiental.
Endereço: Avenida São Rafael, s/n, São Marcos – Salvador (BA)
Telefone: (71) 3393-1266.
Horário de Funcionamento: Segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Jardim Botânico de Manaus

Fundado no ano 2000, o Jardim Botânico de Manaus ocupa cerca de 100 hectares da Reserva Florestal Adolpho Ducke, uma grande área verde amazônica bem no centro urbano de Manaus.
O Jardim conta com diversos exemplares de plantas e árvores típicas da Amazônia. Coleções de palmeiras, helicônias, aráceas e um viveiro de orquídeas e bromélias formam o acervo de espécies trazidas do interior da Reserva e de diferentes regiões amazônicas.
Além disso, o Jardim Botânico também possui biblioteca, anfiteatro, pavilhão de exposições e uma torre de observação de 42 m de altura que permite uma visão privilegiada de todo o ecossistema.
Os seus mais de 3 km de trilhas levam o visitante ao interior da mata primária, onde é possível encontrar árvores com mais de 500 anos. Borboletas e outros insetos, macacos e preguiças também podem ser vistos durante o percurso.
Com sorte, há a chance de um encontro com animais selvagens raros, que vivem na área de proteção ambiental, como o gavião-real, que chega a medir dois metros de uma asa a outra e é considerada a mais poderosa ave de rapina do mundo.
Endereço: Avenida Margarita, s/n, Cidade de Deus – Manaus (AM)
Telefone: (92) 3582-2929
Horário de Funcionamento: Terça a domingo, das 8h às 16h30

O que acha de visitar um desses lindos Parques Botânicos e descobrir as maravilhas da natureza? Conte com a Catamarã Turismo para encontrar os melhores pacotes e preços. Entre em contato que a gente planeja tudo pra você!
Telefone: (11) 4699-1034
WhatsApp: (11) 99246-7030
mogilar@catamaratur.com.br
Rua José Meloni, 351, loja 12, dentro do estacionamento da Itaipu, o Shopping da Construção, Mogilar – Mogi das Cruzes

× WhatsApp