Catamarã Turismo

Mogi das Cruzes – Mogilar – Itaipu

(11) 4699-1034 | (11) 99246-7030

mogilar@catamaratur.com.br

Blog

Vi num filme – Trem Noturno para Lisboa

postado em 30 de janeiro de 2014

vi-num-filme-trem-noturno-para-lisboa

trem-noturno-para-lisboa

Divulgação

Tendo estreado recentemente o filme Trem Noturno para Lisboa chama atenção por conta dos belos cenários da cidade-título que ele apresenta.

A história dirigida por Billie August corre em torno de um professor suíço, interpretado por Jeremy Irons, que encontra uma mulher tentando se suicidar em uma ponte da Suíça. Ao impedir o suicídio, o professor Raimund encontra no casaco da moça um livro de um autor português (Amadeu do Prado) e se identifica tanto com os pensamentos impressos naquelas páginas que parte para uma jornada pela capital lusitana para investigar a vida de seu autor.

A Lisboa retratada no filme é bela e às vezes até um pouco decadente, mas sem perder o encanto da História gravada em cada pedra das suas ruas.

Conseguimos identificar algumas locações desse filme, começando pela casa de Amadeu, onde o professor se encontra com sua irmã Adriana para fazer perguntas a respeito do escritor. Essas cenas da fachada e do interior da casa foram feitas no Palácio Verride, no Alto de Santa Catarina. Já as cenas da porta em que Raimund e Adriana conversam, foram feitas na Rua das Chagas.

palacio-verride-lisboa

Palácio Verride, Lisboa – Foto de João Carvalho, via Wikimedia Commons.

Já as cenas do período escolar de Amadeu, assim como a cena marcante em que ele declama o seu discurso de formatura carregado de pensamentos heréticos e revolucionários em um altar, foram feitos na igreja do Convento Cartuxa de Caxias. Cartuxa é uma ordem católica reconhecida por ser a mais austera. Na fachada dessa igreja também acontece as cenas externas da formatura e dentro do convento Raimund conversa com o padre que lecionou para o autor do livro. Infelizmente a Câmara Municipal de Lisboa fechou o convento para visitação interna, mas a fachada da igreja é espetáculo o suficiente para os olhos e com certeza leva o visitante de volta para a cena do filme.

O asilo onde Raimund vai para conversar com o tio de Mariana, que lutou ao lado de Amadeu na Revolução dos Cravos, foi locado no Hospital Ortopédico de Sant’Ana. Nessas cenas foram utilizados o jardim de inverno, os corredores principais que são todos decorados com azulejos Arte Nova e uma galeria de apoio aos quartos. Aliás, o rio que Raimund e Mariana atravessam para visitar o tio é o rio Tejo.

25april-brigde-lisboa

Trecho do rio Tejo sob a Ponte 25 de Abril – Foto de OsvaldoGago, via Wikimedia Commons.

Por fim a primeira cena do filme: quando Raimund salva a garota que tentava se suicidar, acontece na Ponte Kirchenfeld, na Suíça.

Esses foram os lugares que conseguimos identificar no filme. Mas nossos leitores são grandes viajantes e alguns já estiveram em Lisboa. Conseguiram identificar mais alguma locação do filme? Comente!

WhatsApp