Catamarã Turismo

Mogi das Cruzes – Mogilar – Itaipu

(11) 4699-1034 | (11) 99246-7030

mogilar@catamaratur.com.br

Blog

Nova Zelândia – Um destino Épico

postado em 12 de agosto de 2013

A Nova Zelândia é um dos destinos mais espetaculares e épicos do mundo. O país reúne uma quantidade de paisagens e atrações impressionantes para o seu tamanho compacto.

Suas pequenas dimensões podem, à primeira vista, dar a impressão de ser um lugar rápido para conhecer. Não se engane. A Nova Zelândia é para ser vivida com calma e, preferencialmente, em roteiros que percorram cada cantinho.
As vistas deslumbrantes e o mistério que cerca o lugar despertam a curiosidade de viajantes de todo o mundo, que veem no país um destino exótico e repleto de possibilidades.

Além da alta qualidade de vida, a Nova Zelândia oferece paisagens maravilhosas. Juntando praias paradisíacas, muitas florestas, regiões vulcânicas e montanhas nevadas, seu território é um cenário de tirar o fôlego e digno de cinema. Não é à toa que o país foi utilizado para as gravações das trilogias dos filmes “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”.

Essa diversidade de visuais também transformou a Nova Zelândia na Capital Mundial da Aventura e dos Esportes Radicais. Da região dos Lagos do Sul, passando pela cadeia montanhosa de Queenstown, ao Lago Wanaka, onde estão as pistas de esqui de Cardrona e Treble Cone, o país é adrenalina pura para os jovens e amantes da natureza e dos esportes de aventura.

Entre as opções de atividades estão bungee jumping, rapel, canoagem de corredeira, rafting, paraquedismo, além de muitas outras que deixam o coração a mil por hora.

Na Nova Zelândia também se veleja muito, mas a paixão nacional é mesmo o rugby e sua seleção, os poderosos All Blacks.
Com ótimas instituições de ensino, paisagens deslumbrantes e inúmeras atividades turísticas, a Nova Zelândia oferece experiências incríveis a seus visitantes.

Nova-zelandia-destino-de-cinema

Ilha Norte e Ilha Sul

O país é divido em duas grandes ilhas principais, Norte e Sul. Na Ilha Norte, os verões são relativamente quentes e há praias perfeitas (como as da Península de Coromandel) tanto para os surfistas quanto para quem quer simplesmente curtir o sol e a brisa do mar.

Porém, os principais trunfos dessa Ilha escondem-se no interior: vulcões ativos, gêiseres, lagos multicoloridos e outras formações geológicas inusitadas formam cenários que parecem de outro mundo.

Já na Ilha Sul, uma terra de invernos gelados e verões amenos, as atrações são os picos nevados, os gigantescos glaciares, a costa povoada por focas e baleias e alguns dos fiordes mais belos do planeta – Milford Sound, Doubtful Sound, entre outros.
Somam-se a esses recursos naturais da Ilha Sul: vinhos esplêndidos, cidades vibrantes, como Auckland e Christchurch, gente amável e uma infraestrutura exemplar de turismo sustentável.

Quando ir a Nova Zelândia

Nova Zelândia está no hemisfério sul, então as estações são as mesmas do Brasil. O melhor período para visitar o país vai depender da sua preferência. Se você gosta de aproveitar as atividades ao ar livre, escolha conhecer o país no verão.

Caso queira fugir da alta temporada, aposte na primavera ou outono que trazem temperaturas mais amenas. E para quem gosta de pistas de esqui, no inverno costuma nevar e as temperaturas são bem mais rigorosas, principalmente na Ilha Sul.

– Alta temporada (de dezembro a fevereiro): Para aproveitar ao máximo o sol, mar e areia, as praias e lagos são perfeitos para se refrescar no verão, com temperaturas que variam de 21 a 32 °C, com poucos dias chuvosos. Nessa época, o dia amanhece cedo, por volta das 6h30, e escurece perto das 22h, aumentando a possibilidade de coisas que você consegue fazer ao longo do dia.

– Média temporada (junho a agosto): No inverno, a neve cobre as enormes montanhas, então as estações de esqui ficam lotadas. As temperaturas variam de 1,5 a 15,5 °C, com chuva muito presente. Os dias são mais curtos e por volta das 17h já escurece.

– Baixa temporada (setembro a novembro): A primavera traz climas de todos os tipos. Você pode esperar por dias frios, gelados, cinzas, ensolarados e quentes. É a estação mais ventosa e úmida, e a que traz a beleza dos cenários com as tradicionais cerejeiras e tulipas.

Hospedagem na Nova Zelândia

A Nova Zelândia é cercada por uma infraestrutura turística impressionante e tudo é feito para que os viajantes se sintam seguros, bem recebidos e, o melhor de tudo, para que sintam que podem ser independentes

O país possui ótimas opções de acomodação como albergues, hostels, hotéis convencionais e acampamentos abrangendo todos os níveis de conforto e orçamento. A Nova Zelândia é recheada de paisagens incríveis, então a maioria dos locais para se hospedar são muito bonitos e agradáveis.

Para viver uma aventura verdadeiramente neozelandesa, existe a opção de se hospedar em uma cabana de férias – conhecida como Bach.

Há também muitos campings pelo país, então se resolver fazer sua viagem de motorhome, isso não será um problema.

Hospitalidade da Nova Zelândia

Viajar pela Nova Zelândia faz com que os turistas sintam um pouco do espírito kiwi (como são chamados os neozelandeses), de levar a vida com leveza e despreocupação.

Entre as características mais marcantes desse maravilhoso povo, podemos destacar a receptividade, bom humor, informalidade, educação comum a um país de primeiro mundo e, principalmente, o amor pelas atividades ao ar livre e pela natureza.

O país é um convite a relaxar. Entre no clima o mais rápido possível e aproveite!

Gastronomia

As comidas típicas da Nova Zelândia são ótimas. A cozinha neozelandesa é um tanto semelhante à britânica, com muita carne de cordeiro, bons pescados, tortas e muita cerveja.

Uma curiosidade é que eles se orgulham de ter desenvolvido o que chamam de “culinária do pacífico”. Seus ingredientes vão de queijo e carne a frutos do mar. O sabor de tudo é muito gostoso e agradável.

É possível encontrar muitos restaurantes de comida chinesa, italiana, japonesa, malaia, indonésia e japonesa, além de pizzarias e lanchonetes que servem hambúrgueres e fish and chips.

Alguns pratos típicos que todos que visitam o país precisam provar são: ostras de bluff, queijo azul, pavlova e cordeiro assado. Não deixe de experimentar também os vinhos da Nova Zelândia. São deliciosos!

Seleção de Rugby da Nova Zelândia

A melhor seleção de Rugby do mundo está na Nova Zelândia. O esporte número 1 do país é, sem dúvida, o Rugby, que é tão popular lá quanto o futebol é no Brasil.

Os All Blacks realizam, antes de cada partida, a performance da “Haka”, uma dança Maori. Essa atração se tornou o grande símbolo da seleção.

“O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit” na Nova Zelândia

Devido ao sucesso dos filmes “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”, a procura pelos locais onde as cenas foram gravadas aumentou e resultou em um investimento maior do governo em turismo, focando nos cenários utilizados pelo diretor dos longas, Peter Jackson. Tanto que alguns sets são mantidos em pé justamente para a visitação.
Só para ilustrar essa viagem, que com certeza vale a pena, confira alguns lugares e as respectivas partes das tramas que foram ambientadas por lá:

  • O Condado
    O lugar usado para filmar as cenas do Condado – a vila onde moram hobbits como Bilbo e Frodo – fica na Ilha Norte: é a região de Waikato, que aparece tanto em “O Senhor dos Anéis” como em “O Hobbit”, sendo o ponto de partida das duas histórias.
    Da primeira vez, o cenário foi quase completamente destruído. Mas devido à grande procura, foi reconstruído para outras gravações e lá permanece até hoje como Hobbiton. O espaço conta com loja de souvenirs e um restaurante.
  • Mordor
    A cidade onde o vilão de “O Senhor dos Anéis” se refugia não é nem um pouco sombria como no filme. Na verdade, a locação de Mordor é uma reserva ecológica: o Parque Nacional de Tongariro, que conta com três vulcões ativos e algumas estações de esqui.
    Parque-Kaitoke-nova-zelandia
  • Valfenda
    O Parque Kaitoke foi usado para as cenas externas de Valfenda, a cidade do elfo Elrond e sua filha Arwen. Valfenda aparece tanto em “O Senhor dos Anéis” quanto em “O Hobbit”. O parque fica em Wellington, capital da Nova Zelândia.
  • Montanhas Sombrias
    Se você é fá de “O Senhor dos Anéis” já conhece as Remarkables, montanhas da Ilha Sul da Nova Zelândia que foram cenário da primeira trilogia. Depois disso, elas voltaram como as Montanhas Sombrias, por onde Bilbo e os anões passam logo após deixarem Valfenda, no caminho até Mordor.
    Os picos que ficam perto de Christchurch, numa região que se chama Canterbury, também foram usados como dublês das Montanhas Sombrias.
  • Cenas de Jornada
    Quem já viu o filme “O Hobbit” sabe quantas tomadas foram feitas do hobbit Bilbo e o grupo de anões caminhando por dias a fio, por meio de vales encantadores e montanhas enormes.
    Essas montanhas são no Parque Nacional Mount Aspiring, localizado na Ilha Sul da Nova Zelândia e as cenas dos vales são em Speargrass Flat e Wanaka. Esses últimos também aparecem nas cenas da jornada de Frodo e Sam, em “O Senhor dos Anéis”.

Ficou com vontade de conhecer todas as atrações incríveis da Nova Zelândia? Conte com a Catamarã Turismo para encontrar os melhores pacotes, preços e passeios. Entre em contato que a gente planeja tudo pra você!
Telefone: (11) 4699-1034
WhatsApp: (11) 99246-7030
mogilar@catamaratur.com.br
Rua José Meloni, 351, loja 12, dentro do estacionamento da Itaipu, o Shopping da Construção, Mogilar – Mogi das Cruzes

via zerohora; 360meridianos; exame.

× WhatsApp