Catamarã Turismo

Mogi das Cruzes – Mogilar – Itaipu

(11) 4699-1034 | (11) 99246-7030

mogilar@catamaratur.com.br

Blog

bar-game-of-thrones-chicago-logo-serie
17 mai

Onde foi gravada a série Game of Thrones

Inspirado nos livros de George R.R. Martin, Game of Thrones é uma das maiores e mais famosas séries de todos os tempos, e possui muitos fãs espalhados pelo mundo inteiro.
A produção do canal norte-americano HBO, com primeiro episódio lançado em 2011, está chegando ao fim. A série terá seu encerramento na oitava temporada, que conta com seis episódios. O último, inclusive, será transmitido em breve.
O enredo de tirar o fôlego, valorizado pela complexidade e grande quantidade de núcleos, é muito reconhecido pelas pitadas de fantasia, dramas, personagens cativantes, grandes batalhas e reviravoltas colossais. Não é à toa que GoT coleciona dezenas de prêmios importantes, como o Emmy de melhor série, que é a maior premiação da televisão estadunidense.
Game of Thrones, apesar de ser referência nos efeitos visuais surpreendentes, também chama atenção por ter usado pouquíssimas filmagens em sets, sendo a maioria delas gravadas em lugares reais ao redor do mundo com paisagens espetaculares.
Viajar para os destinos onde a série foi filmada é uma experiência muito rica e uma grande oportunidade de estar nos locais onde os personagens favoritos da produção da HBO estiveram e encenaram momentos marcantes. Pensando nisso, a Catamarã Turismo listou seis países que serviram de cenários para as gravações de GoT.

Irlanda do Norte

Irlanda
Na Irlanda do Norte foram gravadas diversas cenas de Game of Thrones. O clima frio, os grandes castelos da Idade Média e a paisagem cinzenta tornaram esse lugar ideal para representar o norte de Westeros.
O cenário mais conhecido pelos fãs é o Castle Ward, uma propriedade rural que ganhou ares medievais graças à produção da série, utilizado para representar Winterfell, lar dos Stark.
A construção é do século XIII e fica próxima a capital do país, Belfast, onde também foram gravados diversos episódios, incluindo a casa de Lord Varys (o famoso eunuco), em Ballyscastle.
Atualmente, o Castle Ward funciona como ponto turístico e oferece visitas guiadas e experiências aos visitantes, inclusive uma empresa chamada Winterfell Tours faz passeios, que saem de Belfast e levam os fãs para conhecer a fortaleza dos Stark. Os mais apaixonados podem vestir roupas típicas da série e praticar arco e flecha.
Outro local bem famoso de GoT que também fica na Irlanda do Norte são as Ilhas de Ferro. O lar dos Greyjoy fica em Murlough Bay, no extremo norte do país.
A baía é bem tranquila e o acesso não é simples, passando por uma estrada estreita de mão única. Entretanto, a vista para o mar é recompensadora e faz a viagem valer a pena.
Outro lugar que serviu de set para as Ilhas de Ferro foi Ballintoy Bay, também no extremo norte. Essa outra baía representou o porto de Pyke, a cidade em que Theon Greyjoy desembarca no seu retorno às Ilhas de Ferro.
Nessa mesma região está a famosa ponte de corda Carrick-a-Rede, localizada entre dois penhascos, a 30 metros de altura, que aparece em dois momentos bem tensos da trama, na segunda e na sexta temporadas, sempre envolvendo os Greyjoy.

Croácia

Caminhada-da-vergonha
A Croácia possui um dos sets mais importantes. Não é preciso ser fã da série da HBO para se apaixonar por Dubrovnik. Mas se as cenas da “Caminhada da Vergonha”, da quinta temporada, estiverem na memória, é ainda mais saboroso andar pelas ruas de pedra do centro antigo dessa cidade, no sul do país.
Dubrovnik possui uma grande carga histórica. Há dados que indicam que sua fundação foi no século VIII e a parte velha da cidade é tombada como patrimônio da humanidade pela UNESCO.
Em Game of Thrones, Dubrovnik é Porto Real, a capital dos Sete Reinos e lar do rei de Westeros, onde está o trono de ferro, cuja disputa é o estopim da trama.
A sua arquitetura medieval, a muralha que cerca o lugar e o penhasco no qual a cidade se encontra fazem com que Dubrovnik seja um dos destinos mais visitados por turistas que vão à Croácia.
Há muitos tours temáticos que levam os viajantes aos locais usados como cenários. Não ficam de fora a escada que leva à Igreja de Santo Ignácio de Loyola, a arcada do Museu Etnográfico Rupe, o portão Ploce, o Palácio do Reitor e os fortes Bokar e Lovrijenac.
A Torre Minceta é outro ponto concorrido na cidade murada. Na série, ela representa a Casa dos Imortais e tem papel importante na jornada de Daenerys. Mas ela não fica em Porto Real e sim na também fictícia Qarth, no continente de Essos.
Para representar os jardins de um palácio nessa mesma cidade fictícia, a produção escolheu a Ilha de Lokrum, a poucos minutos de barco do centro antigo de Dubrovnik.
Em Split, o Palácio Diocleciano emprestou suas instalações para o fosso dos dragões e o salão do trono de Daenerys. Já o Forte de Klis apareceu na tela como a entrada da cidade.

Marrocos

Marrocos
O Marrocos foi cenário do Porto Real no episódio-piloto de Games of Thrones, além de ter sido locação principal para muitas das viagens da personagem Daenerys Targaryen na terceira temporada da série.
Essaouira, uma das mais importantes cidades do litoral de Morrocos, deu vida a Astapor, conhecida por seu grande comércio de escravos. Na terceira temporada, a cidade é palco de uma das cenas famosas: Daenerys, junto de seus dragões, liberta os escravos, saqueia e incendeia Astapor.
Na vida real, Essaouira é uma pacata cidade litorânea e um dos principais destinos para os turistas que visitam Marrocos e procuram relaxar na praia.
O país também serviu de set para as outras duas cidades escravocratas do continente Essos: Yunkai e Pentos. Dessa vez, o local escolhido para a representação foi a cidade de Aït-Ben-Haddou, patrimônio mundial da UNESCO, fundada por volta da segunda metade do século VIII e constituída de pequenas fortalezas que sobem colina acima.

Islândia

Islandia
Com suas paisagens geladas, a ilha escandinava foi o lugar perfeito para gravar as cenas de “Além da Grande Muralha”. O extremo norte de Game of Thrones é uma terra desconhecida, pouco habitada e com um clima extremamente frio, muito parecido com a Islândia.
O país é uma formação vulcânica e abriga diversas fontes termais. Uma delas foi utilizada na terceira temporada como ninho de amor de Jon Snow e Ygritte. O lugar se chama Grjótagjá, uma gruta que abriga uma piscina de água vulcânica, no norte da Islândia. Fica perto do Lago Mývatn e a temperatura da água chega a 50°C.
Outro ponto que ilustra as cenas de “Além da Grande Muralha” é Vatnajökull. Além de ser a maior geleira da Europa, ela também está localizada no maior parque nacional do continente e foi palco da grande maioria dos acontecimentos no extremo norte de Westeros.
Além disso, uma das paradas mais populares é a Montanha Kirkjufell, na Península de Snaellsnes, na costa norte da ilha. O pico, com topo arredondado e vizinho a uma fotogênica cachoeira, a Kirkjufellsfoss, aparece diversas vezes na série, sempre coberto de neve.
Muitas cenas da quarta temporada foram rodadas no Parque Nacional Thingvellir, o mais importante do país e Patrimônio Mundial da UNESCO.

Espanha

Espanha
A Espanha deu vida ao palácio de Dorne. A cidade escolhida foi Sevilha, mais precisamente o seu Álcazar, que é um complexo de palácios que foram construídos em diferentes épocas.
Na série, ele é a residência da família Martell, uma das mais poderosas do continente de Westeros, com destaque para os jardins, chamados na trama de Jardins de Água.
Outro local famoso da produção que está localizado na Espanha é a Arena de Meereen. Em Game of Thrones, Daenerys além de se casar nessa arena, também manda torturar os grandes mestres que governavam a cidade de Meereen antes dela tomar o controle.
A arena, na verdade, é a praça de touros de Osuna, uma pequena cidade com um pouco mais de 17 mil habitantes, com castelos do século XVI e igrejas de altas torres. As gravações da trama mudaram completamente a rotina do local, que passou a ser procurado por fãs de várias partes do mundo.
Osuna, inclusive, possui um museu com peças utilizadas na gravação de GoT e integra um roteiro oficial entre as cidades espanholas que fizeram parte das gravações.
Outra atração que despontou no cenário turístico espanhol em razão da popularidade da série é a ilhota de Gaztelugatxe, que fica na Baía de Biscaia, no País Basco.
Há também as pontes e escadarias de pedra, que ligam o continente à igrejinha de São João, no topo, que foram usadas como locação para a Pedra do Dragão, palácio para onde Daenerys volta para reconquistar os Sete Reinos.

Malta

Malta
Malta, por si só, já é um país impressionante e com belezas naturais singulares. Foi justamente por esse motivo que a ilha foi escolhida como locação de diversas cenas da primeira temporada de Game of Thrones e apareceu como pano de fundo de diferentes momentos do enredo.
A sede central de Westeros foi filmada na antiga capital de Malta, Mdina, conhecida como a Cidade Silenciosa, localizada em uma colina no centro da ilha.
A cidade histórica medieval de Mdina abriga o Forte Manoel, construído em 1723. Na série, esse é o local onde Eddard Stark foi executado em frente à multidão.
A Azure Window, situada na Ilha de Gozo, é um arco de 50 metros de altura e foi o cenário do acampamento dos Dothraki durante os preparativos do casamento de Khal Drogo com a mãe dos dragões, Daenerys Targaryen. Infelizmente, o ponto turístico maltês desabou durante uma forte tempestade, em 2017.
Já as imagens da cidade de Pentos, que serve de casa para os irmãos Daenerys e Viserys Targaryen, foram feitas dentro do Palácio de Verdala, no Buskett Gardens, limites da cidade de Siġġiewi.

 

Ficou com vontade de visitar um desses incríveis países que foram usados nas gravações de Game of Thrones? Conte com a Catamarã Turismo para planejar sua viagem!
Telefone: (11) 4699-1034
WhatsApp: (11) 99246-7030
mogilar@catamaratur.com.br
Rua José Meloni, 351, loja 12, dentro do estacionamento da Itaipu, o Shopping da Construção, Mogilar – Mogi das Cruzes

WhatsApp