Catamarã Turismo

Mogi das Cruzes – Mogilar – Itaipu

(11) 4699-1034 | (11) 99246-7030

mogilar@catamaratur.com.br

Blog

Vi num filme – A Filadélfia de Rocky Balboa

postado em 23 de junho de 2014

blog1

O ano era 1976, o filme era Rocky e o novato astro era Sylvester Stallone. É quase impossível encontrar alguém que não reconheça o boxeador mais famoso do cinema. Mas o que pouca gente sabe é que este filme é um verdadeiro cartão-postal de uma cidade e do espírito norte-americano. Na Filadélfia de Rocky Balboa você entende um pouco do jeito americano de superar problemas e chegar ao topo.

A famosa escadaria que Rocky sobe para sua glória pessoal faz parte do Museu de Arte da cidade. Parada obrigatória. Foto de Su1droot, via Wikimedia Commons.

A famosa escadaria que Rocky sobe para sua glória pessoal faz parte do Museu de Arte da cidade. Parada obrigatória. Foto de Su1droot, via Wikimedia Commons.

Importante é reconhecer a trama como algo além de um filme sobre boxe. Rocky tem como cenário a cidade da Filadélfia justamente pelo ano em que foi produzido e lançado, exatamente no aniversário de 200 anos da independência (1776 – 1976).  Por todos estes simbolismos, a capital do estado da Pensilvânia foi o local escolhido.

Este é o Independence Hall, que em 1753 serviu como local para o Segundo Congresso Continental - a base da declaração da independência em 1776. Foto de Rdsmith4, via WIkimedia Commons.

Este é o Independence Hall, que em 1753 serviu como local para o Segundo Congresso Continental – a base da declaração da independência em 1776. Foto de Rdsmith4, via WIkimedia Commons.

Devido a esta importância histórica, Filadélfia é uma das cidades mais antigas dos EUA. Quando aquelas terras pertenciam ao Reino Unido, era a segunda mais populosa de todo o império. Hoje, é destino certo para quem deseja conhecer um pouco dos motivos que tanto orgulham os norte-americanos e também os amantes do cinema.

O filme e a cidade podem ser sintetizados nesta estátua, doada pelo próprio Sylvester Stallone. Foto de Bobak Ha’Eri, via Wikimedia Commons.

O filme e a cidade podem ser sintetizados nesta estátua, doada pelo próprio Sylvester Stallone. Foto de Bobak Ha’Eri, via Wikimedia Commons.

 

WhatsApp